Taxa de conveniência para venda de ingressos online é ilegal, diz STJ

Taxa de conveniência para venda de ingressos online é ilegal, diz STJ

9
288
0
terça-feira, 12 março 2019
Nacionais

Nessa terça-feira (12) o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que a cobrança de taxa de conveniência para compra online de ingressos para eventos como shows, teatro e cinema é considerado ilegal. A decisão é válida em todo o território nacional e a informação é do Migalhas.

Essa determinação anula o parecer do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul que, em 2016, tinha decidido que a cobrança da taxa de conveniência era uma prática legal. A relatora, Nancy Andrighi, usou argumentos de que as vendas online são superiores ás de vendas em pontos presenciais e que o valor extra é apenas uma forma dos produtores de eventos diminuírem os riscos do empreendimento.

A ação foi movida pela Associação de Defesa dos Consumidores do RS contra a Ingresso Rápido, mas a decisão tem efeito nacional para todas as empresas do ramo.

No Twitter, internautas argumentam que essa decisão não mudará em nada, apenas irá aumentar o valor do ingresso com a taxa de conveniência embutida. Outros argumentam que a partir de agora não será necessário comparecer a um ponto de venda para garantir o ingressso no mesmo valor. E você, o que acha dessa decisão?

Tatiane Batassa

Paulista de 26 anos com tamanho de 15. Publicitária e Social Media. Colaboradora desde 2017. Fã de carteirinha do Lollapalooza Brasil e suas ativações. Gosta de criar alguns conteúdos diferentes para o portal.

63 posts | 0 comments